Atendimento ao Cliente

RJ: (021) 2613-1636 | (021) 2622-8163 / SP: (011) 3237-5026

Panorama

Faça aqui a sua busca


Vírus X Bactéria: qual a diferença?

Você sabe a diferença entre vírus e bactérias? A principal diferença está na forma como se desenvolvem no organismo. As bactérias são autossuficientes, tendo tudo que precisam para viver nelas mesmas, com isso, podem se dividir e se multiplicar facilmente. Elas nem sempre são prejudiciais, algumas são vitais para a saúde humana, como as que compõem a flora intestinal e auxiliam na digestão. Já o vírus é acelular e não é nada sem um hospedeiro. Precisa das células do corpo de um ser vivo para se desenvolverem, multiplicando-se na medida em que contamina outras células. Ambos os mic...
Leia Mais

Consequências do descarte irregular de lixo

Um dos principais problemas encontrados nas cidades, especialmente nas grandes é o lixo sólido, resultado de uma sociedade que a cada dia consome mais. Anualmente, são produzidos cerca de 2 bilhões de toneladas em todo o planeta e esse número só cresce. No Brasil, diariamente, acumulam-se mais de 130 mil toneladas de resíduos. Uma cidade limpa preserva o meio ambiente e, por consequência, oferece mais qualidade de vida aos seus moradores. A coleta de lixo, além de todos os outros serviços de limpeza urbana, evita o entupimento de bueiros, a proliferação de ratos, baratas e outros inseto...
Leia Mais

O que são Doenças de Transmissão Hídrica e Alimentar (DTHA)?

O Ministério da Saúde liberou o Informe 2022 apresentando novos dados sobre Doenças Transmitidas por Alimentos no Brasil. Mas, desta vez uma novidade, uma nova sigla para considerar também a água como transmissor de doenças, a DTHA – Doenças Transmissão Hídrica e Alimentar. Esta mudança é importante e levanta a discussão para lembrarmos que a água também pode transmitir doenças. As Doenças de Transmissão Hídrica e Alimentar (DTHA) são todas ocorrências clínicas consequentes à ingestão de alimentos que possam estar contaminados com microorganismos patogênicos (infecciosos, toxinogê...
Leia Mais

Entomofagia: consumo de insetos na alimentação

Você já ouviu falar sobre entomofagia? O nome pode soar incomum, assim como o que a palavra significa, mas é algo que pode valer a pena conhecer. Essa prática, nada mais é do que o consumo de insetos na alimentação. Para a cultura brasileira, comer insetos em primeiro momento pode causar um certo estranhamento, mas é importante se aprofundar melhor sobre o assunto. Um dos produtos dos insetos, o mel, é amplamente consumido no Brasil e os próprios insetos em diferentes fases ou estádios de seu desenvolvimento podem ser consumidos como os ovos, larvas, pupas ou o inseto adulto, dependendo...
Leia Mais

Cuidados necessários com o pescado na Semana Santa

Sabemos que no período de Páscoa, o consumo de pescado aumenta significativamente e por isso é preciso redobrar ainda mais a atenção para a procedência e conservação dos pescados. O peixe é um alimento saudável, mas muito sensível, razão para cuidados na hora da compra. Pensando nisso, selecionamos algumas informações importantes que podem servir como guia na hora que você for analisar os peixes na hora de comprar para a Semana Santa e também para o seu dia a dia. É essencial que o peixe fresco esteja exposto, porém coberto completamente de gelo nas bancadas, ou armazenado em gelo de...
Leia Mais

Produtos químicos e radioativos encontrados na água da torneira

Todos os dias ao beber água, consumimos pequenas doses de substâncias químicas e radioativas, que são perigosas para a saúde quando acima dos limites fixados pelo Ministério da Saúde. Toda água tratada pode carregar agrotóxicos e outros resíduos da indústria que se misturam aos rios e represas. Alguns especialistas defendem que não há risco se elas estiverem dentro do limite regulamentado. Outros argumentam que as doses aceitas no Brasil são permissivas, pois são bem mais altas do que as da União Europeia. Com impacto silencioso, esses produtos têm dinâmica diferente das contaminaçõe...
Leia Mais

Preocupação com a qualidade do ar no setor de hotelaria

Os estabelecimentos de hospedagem recebem diferentes públicos diariamente, e foi um dos setores que mais foi afetado pela pandemia do Coronavírus. Por esse motivo – e para evitar que novos casos de doenças apareçam – é necessário uma maior preocupação com a qualidade do ar no setor de hotelaria e todos seus ocupantes. Todos sabem que a má qualidade do ar interno pode ser extremamente prejudicial para a saúde das pessoas e sabendo disso, se você é proprietário de um hotel, pousada ou hostel, precisa se manter atento. Por isso listamos algumas dicas que podem te ajudar a manter a boa q...
Leia Mais

O que levar de aprendizado da pandemia

A pandemia de Covid-19 trouxe novos hábitos para a vida de todos nós. Certas lições e rotinas adquiridas durante esse período, podem (e devem) ser levadas para o dia a dia pós-pandemia. Rotinas para levar para a vida toda: Uso de máscara quando doenteNo Brasil essa atitude não é tão usual, como em muitos outros países, principalmente do Oriente. Porém, se levarmos em consideração que uma doença “comum”, como a gripe é bastante contagiosa e pode ser fatal para algumas pessoas, a adoção da máscara se torna acessório essencial. Higienização correta das mãosÁgua e sabão se tornaram ai...
Leia Mais

Dicas para escolher um bom alimento pelo rótulo

Nos mercados, as opções de produtos são imensas, não é? E os rótulos presentes nos alimentos oferecem as informações necessárias sobre os itens, visando garantir a qualidade do produto e a saúde da população. As regras são importantes para que as empresas forneçam à população dados que ajudem na hora da escolha do produto e o órgão que estabelece quais as informações devem constar nos rótulos dos alimentos é a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Então é importante estar atento a alguns itens na hora de escolher seus produtos, listamos alguns itens: 1) Escolha produtos ...
Leia Mais

Como prevenir o risco biológico em hospitais

Você já deve ter ouvido por aí o termo “risco biológico”. Afinal, o que isto quer dizer? Risco biológico se refere ao perigo que algumas profissões apresentam de desenvolver doenças causadas por microrganismos, como bactérias, vírus, fungos, protozoários e parasitas. Os profissionais da saúde geralmente são os mais vulneráveis a esse risco. Diante disso, a ausência de alguns cuidados pode ocasionar algumas enfermidades – as mais comuns são a hepatite B, HIV, Herpes Viral, tuberculose e rubéola. Desta forma, vale sempre reforçar a necessidade de prevenir acidentes...
Leia Mais